26.6.17

TUDO BONS RAPAZES - a lista negra do hóquei português

  FERNANDO ELIAS CLARO - Presidente da FPP

FERNANDO DA SILVA GRAÇA - Vice-Presidente da FPP, Vice-Presidente da FIRS, e Presidente da CERH

PAULO FÉLIX RODRIGUES - Vice-Presidente da FPP para o Hóquei em Patins

 AGOSTINHO PEIXOTO DA SILVA - Presidente do Conselho de Arbitragem da FPP

JOAQUIM PINTO - Árbitro da A.P.Porto

PAULO RAINHA - Árbitro da A.P.Minho

 JÚLIO TEIXEIRA - Árbitro da A.P.Minho

5 comentários:

  1. De onde é que saíram estas múmias? E como é que chegaram onde estão?

    ResponderEliminar
  2. Anónimo26.6.17

    Ao colinho do pinto das bufas,penso eu de que.

    ResponderEliminar
  3. Nau,

    Não sei de onde saíram, nem como lá chegaram. Podemos tentar imaginar...
    Mas sei que já lá estão há quase 20 anos, tempo ao longo do qual o Hóquei foi definhando e perdendo protagonismo.
    A este tipo de gente não interessa que o hóquei se desenvolva. Interessa, isso sim, manter a sua "quintinha", as suas viagens, os seus convites, os seus cartões, o seu poder, etc.

    ResponderEliminar
  4. Alexandre27.6.17

    Pertence tudo á seita desse grande corrupto chamado Ilidio Pinto.Esse sim o verdadeiro cancro que minou o hoquei.

    ResponderEliminar
  5. Ainda hoje estive a recordar os tempos da minha irmã que jogava no HC Mealhada, tempos esses por volta de 1999 em que eu tinha apenas 5 anos, e que ainda me lembro tão bem dum campeonato tão competitivo que mal começara, ainda com poucas atletas mas que dava promessas, com equipas como o HC Sintra, o Amadora, o Beirão Serrano, Carvalhos, Vila boa do bispo, Lousada, e até mesmo o Nortecoope. E "até mesmo" querendo eu dizer que o Nortecoope já era uma das melhores equipas mas mesmo assim não se contentou, talvez por ter perdido o campeonato de 99 com os mesmos pontos que o HC Sintra.

    E hoje o panorama do hóquei feminino? Somos o único país em que se se perguntar se se conhece o hóquei patins, toda a gente abana a cabeça para cima e para baixo mesmo que não seja adepta (parece-me que os preconceitos que a catalunha e a galiza que também por lá se conhece, não me parece, em relação à província de Cuyo na Argentina não faço ideia), até fico decadente ao ver os resultados internacionais das hoquistas portuguesas...
    Sinceramente já pensei em investigar acerca dos dirigentes do hoquei mas não sei se levaria a algum lado.

    P.S.: para perceber este comentário convém saber dos contextos do hoquei feminino, o tal "Nortecoope"....se alguém ainda não sabe terei muito prazer ao informar-lhe.

    ResponderEliminar